Portal Voz Amazônica

Escritor Gaitano Antonaccio é homenageado por Academia de Letras no seu aniversário de 81 anos

Como um dos maiores escritores do Amazonas, ele já publicou mais de 160 livros

Manaus – O escritor amazonense Gaitano Antonaccio completa, nessa quinta-feira (28), 81 anos de vida, e comemora com grande júbilo uma carreira que preenche a história contemporânea da Literatura Amazônica com expressivas obras, ricas no pleno imaginário e na amplitude da palavra. Um militante laborioso da escrita, e com uma habilidade inaudita, escreve várias obras ao mesmo tempo, por isso publica livros com admirável regularidade, e já recebeu inúmeros prêmios regionais e nacionais pelo conjunto da sua obra.

Gaitano Antonaccio nasceu em Manaus (AM), no dia 28 de janeiro de 1940, e é filho de Francisco Antonaccio e Neuza Pereira Antonaccio, casado com a professora Maria do Carmo Azevedo Antonaccio, doce “Dona Carminha”. Tem três filhos: Laerte Ulisses, Cacilda Maria e Cynthia Maria. É advogado, jornalista, contador e fundador de entidades imprescindíveis para a Educação, a Cultura, as Ciências, a Arte e a Literatura amazônicas, razão para merecidamente homenageado pela Academia de Letras e Culturas da Amazônia (ALCAMA), “A Casa de Gaitano Antonaccio”, Sodalício do qual foi eleito Patronus Aeternam.

O escritor Gaitano Antonaccio já publicou mais de 160 obras sobre os mais diversos temas: poesia, romance, crônicas, contos, ensaios jornalísticos, etc. Entre as suas mais significativas obras estão: “Sentimento Sentido”, “Denúncias Contra o Amor Reprimido”, “Como Agir Sem Ferir Ética e Prerrogativas”, “A Inconsciência do Amor”, “A Decadência das Forças Morais”, “Zona Franca – Um Romance Polêmico Entre Amazonas e São Paulo”, “A Colônia Árabe no Amazonas”, “O Amor na Busca da Felicidade”, “Entidades e Monumentos do Amazonas”, “Turismo – Análise, Críticas e Sugestões”, “Crônicas Anacrônicas”, “A Política, Os Políticos e O Povo”, “Gibran Kahlil Gibran – O Apóstolo Revolucionário”, “Mário Ypiranga Monteiro & Samuel Benchimol – Duas Águias no Paraíso Amazônico”, “O Amor de Cristo e O Amor dos Homens”, “A Contabilidade no Desenvolvimento das Empresas”, “Newton Sabbá Guimarães – A Polimorfia de um Humanista”, “Amazonas – A Outra Parte da História”, entre tantas outras. Possui também mais de 1.000 artigos publicados em jornais e revistas, e inúmeras Conferências proferidas pelo Brasil.

Como escritor, Gaitano Antonaccio se tornou uma espécie de manancial de inspiração para várias gerações da escrita amazonense e, pensando na ampliação do universo literário diversificado e farto de talentos humanos, idealizou a Academia de Letras, ciências e Artes do Amazonas (ALCEAR), presidida atualmente pelo escritor e acadêmico Júlio Antônio Lopes, e a Associação dos Escritores do Amazonas (ASSEAM), cujo presidente é o escritor Ernani Garcia. Estas são entidades que congregam homens e mulheres pensadores, intelectuais e construtores de futuro amazônico. É Fundador Benemérito também da Associação Brasileira de Escritores e Poetas Pan-Amazônicos (ABEPPA).

Para o presidente da Academia de Letras e Culturas da Amazônia (ALCAMA) “A Casa de Gaitano Antonaccio”, escritor Paulo Queiroz, “a poética intensa de Gaitano Antonaccio versa de modo destacado sobre a romanesca existência e sobrevivência humanas, ofertando aos enlaces veementes um poder vibrante, com relevo para a saudade, as partidas, os reencontros, e para o fortalecimento do espirito do amor e das paixões. Ele também é dono de um legado em andamento que desperta em todos nós a admiração e o desejo de tê-lo como um reflexo em tudo o que fazemos. É uma personalidade inteligente, conhecedor de todas as áreas do conhecimento, e uma alma indesistível, mesmo diante dos fragorosos desafios e do parco suporte que recebemos para a produção literária, e também porque é o dono de um coração generoso e amigável. Por essa e outras razões é que o elegemos com desmedida honradez e distinção para ser um Patrono em Vida da ALCAMA”, conclui Queiroz.

O escritor Gaitano Antonaccio expressou a sua gratidão pela vida nas seguintes palavras: “Tenho um preito de gratidão interminável que começa por Deus, mestre dos mestres, minha família querida e amada, principalmente minha esposa Carminha, filhos e netos, um exército fantástico de amigos, professores inesquecíveis, e eu seria um ingrato se não citasse apenas que são muitos pois seria anular o valor de todos se de um, eu esquecesse! Portanto, gratidão a todos sem distinção. Sou tão feliz na minha existência, que se eu começasse hoje a minha luta de tantas vitórias e tão poucas adversidades, eu começaria fazendo as mesmas coisas e até talvez, com mais humildade e amor”.

O Portal Voz Amazônica, a Rádio Cultural da Amazônia, a Associação Brasileira de Escritores e Poetas Pan-Amazônicos (ABEPPA), a Academia de Letras e Culturas da Amazônia (ALCAMA), e todas as coirmãs, sentem-se radiantes pela celebração de mais um ano de vida desse gigante formidável da Literatura Amazônica e Brasileira.

Da Redação: Portal Voz Amazônica e Rádio Cultural da Amazônia

 

 

 

 

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.