Portal Voz Amazônica

Requerimentos aprovados na CPI fazem devassa nos governos

A sessão desta quinta-feira da CPI da Covid-19 acabou por volta de 11h45 (horário de Brasília), com a aprovação de todos os requerimentos apresentados.

Brasília – A sessão desta quinta-feira (29) da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 acabou por volta de 11h45 (horário de Brasília), com a aprovação de todos os requerimentos com pedidos de informações a órgãos públicos da administração federal, estadual e municipal, que agora têm cinco dias para oferecer respostas aos senadores.

Ao contrário da primeira parte da reunião, com a sistematização dos requerimentos propostas pelo presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), o clima de confronto entre senadores governistas e os independentes e oposicionistas diminuiu e todos os pedidos de informações foram aprovados por unanimidade.

Em geral, os requerimentos pedem informações do Ministério da Saúde sobre: compra de vacinas, compra de insumos, como o kit intubação e testes de Covid-19, recomendação de tratamento precoce com cloroquina, Ivermectina e Tamiflu, medicamentos que não têm eficácia comprovada contra a Covid-19, e a crise no abastecimento de oxigênio em Manaus. De estados e prefeituras de capitais, os senadores querem informações sobre repasses de recursos e como esses recursos foram usados durante a pandemia.

De órgãos fiscalizadores e de controle, como Polícia Federal, Ministérios Público Federal e estaduais e Tribunais de Contas da União e dos estados, os requerimentos aprovados buscam informações sobre operações policiais, fiscalizações de órgãos e inquéritos abertos contra gestores.

A próxima sessão da CPI foi marcada para terça-feira (04), quando serão ouvidos os ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich.

Da Redação

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.