Portal Voz Amazônica

STJ adia julgamento de denúncia contra governador Wilson Lima: defesa precisa de mais prazo

Os ministros apontaram que a defesa precisaria de mais prazo para se manifestar. Nova data do julgamento ainda não está definida.

Brasília – O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu adiar o julgamento previsto para esta 4ª feira (2/05) sobre o recebimento da denúncia contra o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC). Nova data ainda será fixada.

Os ministros apontaram que a defesa precisaria de mais prazo para se manifestar. Inicialmente foi sugerido que o caso fosse retomado no próximo dia 28, mas a Corte encerrou a discussão sem marcar um novo julgamento.

Wilson Lima foi alvo de operação da PF (Polícia Federal) na manhã desta 4ª feira (2/05). Desta vez, os investigadores indicam possíveis fraudes em contratos assinados em janeiro de 2021. A Secretaria de Estado de Saúde é suspeita de ter realizado contratações fraudulentas para favorecer empresários locais. As contratações seriam orientadas pelo governo do Amazonas.

Durante a sessão da Corte Especial do STJ, a subprocuradora Lindôra Araújo afirmou que um dos alvos da busca, o empresário Nilton Consta Lins Júnior, dono do Hospital Nilton Lins, recebeu a PF a tiros. Disse que foi uma situação “bastante constrangedora e perigosa”.

“É a primeira vez que vejo, em 30 anos, alguém receber a tiros uma operação de busca e apreensão, achei por bem comunicar a Corte. Foi uma situação muito sui generis, nunca tinha visto acontecer”, afirmou Lindôra.

Da Redação

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.